Sexta-feira
15 de Janeiro de 2021 - 

Notícias

Newsletter

Cadastre seu email, para receber informativos períodicos.

Previsão do tempo

Hoje - Campinas, SP

Máx
26ºC
Min
19ºC
Pancadas de Chuva a

Sábado - Campinas, SP

Máx
26ºC
Min
19ºC
Pancadas de Chuva a

Domingo - Campinas, SP

Máx
27ºC
Min
20ºC
Chuvas Isoladas

Hoje - São Paulo, SP

Máx
29ºC
Min
19ºC
Pancadas de Chuva a

Sábado - São Paulo, SP

Máx
29ºC
Min
20ºC
Pancadas de Chuva a

Domingo - São Paulo, SP

Máx
28ºC
Min
21ºC
Chuva

Hoje - Rio Claro, SP

Máx
27ºC
Min
17ºC
Pancadas de Chuva a

Sábado - Rio Claro, SP

Máx
25ºC
Min
18ºC
Pancadas de Chuva a

Domingo - Rio Claro, SP

Máx
26ºC
Min
19ºC
Chuvas Isoladas

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,26 5,26
EURO 6,38 6,39

Liminar suspende fim da isenção tarifária a maiores de 60 anos nos ônibus municipais da Capital

Vício de forma nas normas editadas pelo Município.     A 10ª Vara da Fazenda Pública da Capital suspendeu, hoje (8), a eficácia de artigos de lei e decreto do Município de São Paulo que retiraram a isenção tarifária a idosos com idade igual ou superior a 60 anos nas linhas urbanas de ônibus. A liminar suspendeu o inciso 4º, artigo 7º, da lei nº 17.542/20, e o artigo 2º do decreto nº 60.037/2020. Segundo o juiz Otavio Tioiti Tokuda, houve vício de forma na elaboração das normas. “Analisando-se o texto da Lei Municipal nº 17.542/2020, verificamos que a ementa nada esclarece sobre revogação de gratuidade de tarifa nas linhas urbanas de ônibus a idosos com idade inferior a 65 anos e nem sobre a revogação total da Lei Municipal nº 15.912/2013. Além disso, a Lei Municipal nº 17.542/2020 dispôs sobre assuntos persos e sem pertinência temática entre si, pois tratou de alterar dispositivos legais sobre IPTU, Cadin, criação de subprefeituras, entre outras, assuntos que nada têm a ver com revogação de gratuidade de tarifa de ônibus aos idosos”. “Patente, portanto, o vício de forma e a aprovação de uma lei em flagrante desrespeito à Lei Complementar Federal nº 95/1998, tudo a evidenciar o atentado à moralidade administrativa, já que como a Lei impugnada restringiu direitos de idosos, deveria ser clara, transparente e precisa quanto ao seu objeto, situações não observadas na sua edição”, concluiu o magistrado. Cabe recurso da decisão.     Processo nº 1000679-86.2021.8.26.0053     imprensatj@tjsp.jus.br   Siga o TJSP nas redes sociais:  www.facebook.com/tjspoficial www.twitter.com/tjspoficial www.youtube.com/tjspoficial www.flickr.com/tjsp_oficial www.instagram.com/tjspoficia
08/01/2021 (00:00)

Contate-nos

Sede

Rua Cinco nº  3190
-  Jardim Portugal
 -  Rio Claro / SP
-  CEP: 13504-114
+55 (19) 3023-4161+55 (19) 982827143+55 (11) 959688234
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitas no site:  895183