Domingo
27 de Setembro de 2020 - 

Notícias

Newsletter

Cadastre seu email, para receber informativos períodicos.

Previsão do tempo

Hoje - Campinas, SP

Máx
35ºC
Min
18ºC
Predomínio de

Segunda-feira - Campinas...

Máx
35ºC
Min
21ºC
Predomínio de

Terça-feira - Campinas,...

Máx
34ºC
Min
20ºC
Predomínio de

Hoje - São Paulo, SP

Máx
33ºC
Min
17ºC
Predomínio de

Segunda-feira - São Pau...

Máx
34ºC
Min
18ºC
Parcialmente Nublado

Terça-feira - São Paul...

Máx
30ºC
Min
17ºC
Predomínio de

Hoje - Rio Claro, SP

Máx
36ºC
Min
15ºC
Predomínio de

Segunda-feira - Rio Clar...

Máx
37ºC
Min
17ºC
Predomínio de

Terça-feira - Rio Claro...

Máx
35ºC
Min
17ºC
Predomínio de

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,57 5,57
EURO 6,47 6,47

TJSP prestigia sessão de posse dos ministros Luiz Fux e Rosa Weber no STF

“Serão grandes condutores da Magistratura”.   O presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, desembargador Geraldo Francisco Pinheiro Franco, prestigiou, hoje (10), de forma virtual, a sessão solene de posse do ministro Luiz Fux como presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), para o biênio 2020-2022, e da ministra Rosa Weber, como vice-presidente do STF e CNJ.  Pinheiro Franco, representando a Justiça estadual, ressaltou que os magistrados de São Paulo aplaudem a posse do presidente Luiz Fux e da vice-presidente Rosa Weber. “Desejamos alegria e felicidade no exercício de tão nobres cargos. A eles cabem, nos dois próximos anos, a administração da Justiça Nacional e confiamos que serão grandes condutores da Magistratura brasileira.” Em nome do STF fez uso da palavra o ministro Marco Aurélio de Mello, que falou sobre a importância da aplicação dos dispositivos da Constituição Federal, do protagonismo do STF, ao interpretar o texto aprovado pelos representantes do povo e evidenciar o papel da Justiça no avanço da sociedade, e da participação do Judiciário na sociedade. “O Judiciário não pode se fechar em torno de si mesmo, omitindo–se de participar dos destinos da sociedade. O magistrado deve ser sensível ao cotidiano da comunidade em que vive, mas sem fazer concessão ao que não é certo, sem se preocupar em agradar.” Também descreveu os currículos dos novos chefes do Judiciário brasileiro. Em nome do Ministério Público, o procurador-geral da República, Augusto Aras, destacou a produtividade dos magistrados, a evolução tecnológica do Judiciário – sentida principalmente no período de pandemia – e o “salutar revezamento dos cargos de direção”.  “A nossa Constituição Federal é o nosso caminho do meio, é o nosso caminho da sensatez, é aquilo que une o povo brasileiro indo ao redor de paz e harmonia sociais." O representante dos advogados brasileiros, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz, também enfatizou o cumprimento à CF/88. “Os direitos do contraditório e da ampla defesa são pilares do nosso Estado de Direito. Quem despreza o direto de defesa, despreza a Constituição.” Ao encerrar a cerimônia, em um discurso que uniu citações específicas aos que com ele convivem ou conviveram, o novo presidente do STF e do CNJ, ministro Luiz Fux, também reverenciou a Carta Magna. “Nossa Constituição é ponto de partida, caminho e ponto de chegada das indagações nacionais. Cabe ao STF dar vida à Constituição-Cidadã, na feliz expressão de Ulysses Guimarães.” Fux disse que priorizará temas como meio ambiente e combate à corrupção. Também fixou outras metas: “nos próximos dois anos, nosso objetivo será preservar a dignidade de jurisdição constitucional. O Judiciário não hesitará em proferir decisões exemplares”. O presidente Fux também destacou seu plano de gestão, que inclui governança, eficiência, evolução tecnológica e transparência. “O Judiciário está na vanguarda desse processo de sepultamento da era tecnológica e nascimento da era digital. Vamos trabalhar para o acesso à justiça amplo e irrestrito a todos os cidadãos brasileiros”, disse ele anunciando que, em primeiro grau, serão criados juízos 100% digitais, sem a necessidade de estrutura física. Também falou aos magistrados: “a judicatura requer a consciência de que a autoridade de nós juízes repousa na crença de cada cidadão brasileiro de que as decisões judiciais decorrem de um exercício imparcial e despolitizado de austeridade”. Ao final, clamou pela união da Corte e de seus integrantes. Entre os convidados presenciais estavam o presidente da República, Jair Bolsonaro; os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre, e da Câmara, Rodrigo Maia; o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins; ministros do STF; o cantor Fagner, que interpretou o Hino Nacional; familiares e amigos dos empossados. Desta vez, a cerimônia acabou sem a tradicional fotografia da composição dos ministros e os cumprimentos.   imprensatj@tjsp.jus.br   Siga o TJSP nas redes sociais: www.facebook.com/tjspoficial www.twitter.com/tjspoficial www.youtube.com/tjspoficial www.flickr.com/tjsp_oficial www.instagram.com/tjspoficial 
10/09/2020 (00:00)

Contate-nos

Sede

Rua Cinco nº  3190
-  Jardim Portugal
 -  Rio Claro / SP
-  CEP: 13504-114
+55 (19) 3023-4161+55 (19) 982827143+55 (11) 959688234
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitas no site:  814779