Quarta-feira
20 de Março de 2019 - 

Notícias

Newsletter

Cadastre seu email, para receber informativos períodicos.

Previsão do tempo

Hoje - Campinas, SP

Máx
28ºC
Min
19ºC
Pancadas de Chuva a

Quinta-feira - Campinas,...

Máx
24ºC
Min
18ºC
Possibilidade de Chu

Sexta-feira - Campinas, ...

Máx
25ºC
Min
17ºC
Poss. de Panc. de Ch

Hoje - São Paulo, SP

Máx
27ºC
Min
20ºC
Pancadas de Chuva a

Quinta-feira - São Paul...

Máx
23ºC
Min
18ºC
Possibilidade de Chu

Sexta-feira - São Paulo...

Máx
24ºC
Min
17ºC
Possibilidade de Chu

Hoje - Rio Claro, SP

Máx
29ºC
Min
20ºC
Pancadas de Chuva a

Quinta-feira - Rio Claro...

Máx
26ºC
Min
20ºC
Possibilidade de Chu

Sexta-feira - Rio Claro,...

Máx
28ºC
Min
17ºC
Poss. de Panc. de Ch

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,78 3,78
EURO 4,28 4,29

OE declara inconstitucionalidade de cargos de assistente parlamentar na Alesp

Cargos integrariam estrutura de gabinetes.           O Órgão Especial do Tribunal de Justiça declarou, em sessão realizada hoje (13), a inconstitucionalidade dos cargos de assistente parlamentar I, II e IV, relativos à estrutura dos gabinetes dos deputados da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. A criação dos respectivos cargos estava prevista na Lei Complementar Estadual nº 1.136/11 e na Resolução nº 871/11, da Alesp.         Ação direta de inconstitucionalidade foi ajuizada pelo procurador-geral de Justiça com o objetivo de impugnar a criação dos cargos de assistente parlamentar I, II, III, IV e V, sob o fundamento de que a norma afrontaria a Constituição Estadual.         Por maioria de votos, o pedido foi julgado parcialmente procedente, declarando a inconstitucionalidade somente dos cargos de assistente I, II e IV. “Confrontadas as atribuições de cada um dos cargos, a conclusão é a de ter havido afronta ao artigo 37, inciso V, da CF, e artigos 115, inciso V, e 144, da Constituição Estadual, com relação aos cargos em comissão apontados na inicial, à exceção dos cargos de ‘assistente parlamentar III’ e ‘assistente parlamentar V’”, escreveu em seu voto o vice-presidente da Corte, desembargador Artur Marques da Silva Filho.         Foi determinada a modulação dos efeitos da decisão pelo prazo de 120 dias, contados a partir do julgamento.         Adin nº 2060024-33.2018.8.26.0000                    imprensatj@tjsp.jus.br
13/03/2019 (00:00)

Contate-nos

Sede

Rua Cinco nº  3190
-  Jardim Portugal
 -  Rio Claro / SP
-  CEP: 13504-114
+55 (19) 3023-4161+55 (19) 982827143+55 (11) 959688234
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitas no site:  311980