Domingo
05 de Julho de 2020 - 

Notícias

Newsletter

Cadastre seu email, para receber informativos períodicos.

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,34 5,34
EURO 6,00 6,00

Justiça mantém condenação de réu que ateou fogo em amante

Acusado pretendia acobertar relacionamento homossexual.   A 6ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo manteve condenação de réu acusado de homicídio após atear fogo em amigo com o intuito de acobertar relacionamento homossexual que havia entre eles. A pena foi arbitrada em 22 anos de reclusão, em regime fechado. De acordo com os autos, o réu estava em vias de se casar com a namorada e tinha receio de que a vítima revelasse o que acontecia entre os dois. Conduzindo uma motocicleta, levou o amante para fora da cidade e ateou fogo na vítima ainda viva, após pisar em seu pescoço. O relator, desembargador Lauro Mens de Mello, descreveu o caso como “crime que gerou grave repercussão social, causa de choque e clamor na sociedade ordeira de Lençóis Paulista pela forma cruel com que foi praticado, mesmo quando comparado a outros delitos da mesma natureza, praticado com requintes de crueldade, pois, mesmo após atingir violentamente a vítima com chutes e socos, deixando-a desacordada, ainda teve o réu coragem de adquirir álcool combustível, retornar ao local e enfim concluir seu intuito homicida”. O julgamento, de votação unânime, teve a participação dos desembargadores Zorzi Rocha e Farto Salles.   Processo nº 0000552-85.2017.8.26.0319   imprensatj@tjsp.jus.br   Siga o TJSP nas redes sociais:  www.facebook.com/tjspoficial www.twitter.com/tjspoficial www.youtube.com/tjspoficial www.flickr.com/tjsp_oficial www.instagram.com/tjspoficial  
25/06/2020 (00:00)

Contate-nos

Sede

Rua Cinco nº  3190
-  Jardim Portugal
 -  Rio Claro / SP
-  CEP: 13504-114
+55 (19) 3023-4161+55 (19) 982827143+55 (11) 959688234
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitas no site:  729772