Domingo
20 de Setembro de 2020 - 

Notícias

Newsletter

Cadastre seu email, para receber informativos períodicos.

Previsão do tempo

Hoje - Campinas, SP

Máx
27ºC
Min
18ºC
Poss. de Panc. de Ch

Segunda-feira - Campinas...

Máx
20ºC
Min
16ºC
Pancadas de Chuva

Terça-feira - Campinas,...

Máx
23ºC
Min
16ºC
Chuva

Hoje - São Paulo, SP

Máx
22ºC
Min
17ºC
Pancadas de Chuva

Segunda-feira - São Pau...

Máx
18ºC
Min
14ºC
Pancadas de Chuva

Terça-feira - São Paul...

Máx
20ºC
Min
15ºC
Chuva

Hoje - Rio Claro, SP

Máx
29ºC
Min
17ºC
Pancadas de Chuva a

Segunda-feira - Rio Clar...

Máx
24ºC
Min
14ºC
Pancadas de Chuva

Terça-feira - Rio Claro...

Máx
22ºC
Min
14ºC
Chuva

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,29 5,29
EURO 6,27 6,27

Empresário receberá dano moral por trecho de livro sobre a Operação Lava Jato

Reparação foi fixada em R$ 30 mil.   A 1ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo condenou a autora de livro sobre a Operação Lava Jato e a editora a indenizar por danos morais empresário apresentado como suposto delator. Em votação unânime, a turma julgadora aumentou para R$ 30 mil o valor que havia sido fixado em primeiro grau. No livro, a jornalista e hoje deputada federal Joice Hasselmann afirma que o empresário foi delator e o primeiro denunciante da operação Lava Jato, mas ele afirma que foi vítima, e não um dos envolvidos no esquema criminoso. O relator da apelação, desembargador Claudio Luiz Bueno de Godoy, destaca que inexiste qualquer ilicitude na iniciativa em si de elaborar material crítico-informativo. “O problema está, porém, na forma com que se menciona a participação do autor, narrada no livro, a indicar claramente possível envolvimento seu com os crimes apurados. E sem que disso se aponte qualquer dado concreto a amparar a cogitação”, afirmou.  Para o magistrado, “não cabia reproduzir, sem o devido cuidado, informação inverídica ou indutiva à percepção de situação distinta, acerca do autor, daquela efetivamente apurada, impondo-lhe estigma prejudicial à honra objetiva e subjetiva”. E continuou: “O fato é que a narrativa se faz bem distinta do quanto exaustivamente apurado e corroborado tanto pelas inúmeras reportagens de veículos distintos, quanto por documento do próprio Ministério Público Federal”. Participaram do julgamento os desembargadores Durval Augusto Rezende Filho e Luiz Antonio de Godoy.    Processo nº 1022013-40.2018.8.26.0100   imprensatj@tjsp.jus.br           Siga o TJSP nas redes sociais:         www.facebook.com/tjspoficial         www.twitter.com/tjspoficial www.youtube.com/tjspoficial         www.flickr.com/tjsp_oficial www.instagram.com/tjspoficial 
11/08/2020 (00:00)

Contate-nos

Sede

Rua Cinco nº  3190
-  Jardim Portugal
 -  Rio Claro / SP
-  CEP: 13504-114
+55 (19) 3023-4161+55 (19) 982827143+55 (11) 959688234
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitas no site:  809325